Rede dos Conselhos de Medicina
Selecione o Conselho que deseja acessar:
CRM-PI decide interditar eticamente Maternidade D. Evangelina Rosa por 60 dias

CRM-PI decide interditar eticamente Maternidade D. Evangelina Rosa por 60 dias

No fim da tarde desta terça-feira (20), a diretoria do CRM-PI, por decisão de sua plenária, fez a Interdição Ética parcial da maior maternidade pública do Piauí, devido aos graves problemas pelos quais resultaram em perdas de vidas. Em setembro, 14 recém nascidos vieram a óbito e somente em outubro foram 29, um aumento de mais de 100%. A interdição parcial entra em vigor à meia noite desta quarta-feira (21) e a partir de então direção e médicos estão proibidos de admitir pacientes de baixa e média complexidade. A norma não vale para pacientes de alta complexidade, que detém entrada por meio de regulação, ou seja pacientes graves continuam com atendimento normal, conforme é o objetivo da instituição. Nas últimas fiscalizações, chamou atenção no setor de admissão, que 43% das pacientes admitidas eram consideradas de baixo e médio risco. A situação compromete leitos que são voltados para pacientes de alta complexidade.

Durante as várias visitas realizadas durante esse segundo semestre de 2018, somadas às informações recebidas de médicos plantonistas, constata-se a ausência de regularidade no fornecimento de materiais que são padronizados na assistência aos pacientes, tais como: Betametasona, Dexametasona, Nitrato de Prata (Credé), Adrenalina ampola, Cloridrato de Ondasetrona, Dexametasona, Cetoprofeno, entre outros medicamentos, e ainda equipos para perfusor normal e fotossensíveis, nutrição parenteral, cateter umbilical, álcool gel, fraldas descartáveis para recém-nascidos, sonda orogástrica nº 06, seringas de 50 ml e curativo transparente. A maternidade também conta com inúmeros equipamentos quebrados, obsoletos e com funcionamento precário no centro cirúrgico, quatro camas para realização de partos quebradas, focos e cardiotocógrafos insuficientes, sonares quebrados, bistuirs elétricos insuficientes, além de várias incubadoras sem funcionar e sem manutenção há muito tempo. Fora isso, novas fissuras no piso, especialmente nas UTIs.

Assim, o Conselho espera reduzir a superlotação e ainda estabelece prazo para a direção da MDER solucionar as demais falhas, como falta de vários medicamentos, falta de insumos, problemas na realização de exames, equipamentos quebrados, falhas estruturais no prédio e ainda atraso de salários de terceirizados. O CRM-PI espera que antes do fim da interdição, o Estado tome, enfim, as devidas providências solicitadas em relatório técnico do CRM-PI, a fim de que se reduza o grau de infecção hospitalar e contenha o alarmante número de óbitos.

 

Fonte: CRM-PI
materinterd

 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

                            Conselho Regional de Medicina do Estado do Piauí                                                                      Delegacia Regional de Picos - PI                        
                   Rua Goiás nº 991 - Ilhotas - Teresina/PI | CEP - 64014-055                                                     Rua João XXIII N º 305 CentroPicos Piauí CEP 64600
 Fone: (86) 3216-6100  -  Fax: (86) 32166121 | e-mail - atendimento@crmpi.org.br                               Fone: (89) 34225488 -  e-mail: delegaciapicos@crmpi.org.br